Médicos geralmente não gostam do doutor Google – técnica usada para descrever a busca online dos sintomas de uma doença, seu desenvolvimento e quanto tempo ainda lhe resta de vida. Mas foi justamente o Dr. Google que revelou para Julie Cameron, 35, algo nunca dito antes pelos médicos de verdade: há 20 anos, eles afirmaram que ela nunca poderia ter filhos biológicos.

Aos 15 anos, Julie recebeu a notícia de que sofria de uma síndrome rara (Mayer-Rokitansky-Küster-Hauser) e, por isso, passou a vida acreditando que nunca teria um filho. Ao fazer uma busca online, no entanto, ela descobriu que, apesar de não poder gestar a criança, seus ovários produzem óvulos – isso significa que, com técnicas modernas de fertilização e uma mãe de aluguel, ela poderia ter um filho biológico.

Depois da descoberta, Julie encontrou uma mulher disposta a ser mãe de aluguel e, agora, está juntando 5 mil libras (o equivalente a R$ 13,4 mil) para um tratamento. Se der certo, ela precisará de mais 10 mil libras (R$ 26,8 mil) para a barriga de aluguel. “Foi uma revelação completa. Fiz a busca no Google, encontrei o artigo e pensei que deviam estar de brincadeira. Depois fiz exames e descobri que eu realmente tinha ovários saudáveis”, afirmou, segundo o “Daily Mail”, Julie (na foto ao lado do marido, Marti).

Related Posts with Thumbnails